Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Tradução, adaptação cultural e validação do ABILHAND-Kids para o português brasileiro

Danilo Harudy Kamonseki, Luísa Cedin, Anile Ferraz Clemente, Beatriz de Oliveira Peixoto, Antonio Roberto Zamunér

Resumo


O objetivo deste estudo foi traduzir o ABILHAND-Kids para o português brasileiro, adaptá-lo culturalmente e verificar sua validade e confiabilidade. O ABILHAND-Kids foi traduzido para o português e a tradução reversa foi feita por dois tradutores independentes em cada fase. Após a aprovação do comitê, a versão pré-teste foi aplicada em 40 voluntários com filhos com paralisia cerebral para verificar a compreensão dos itens. Participaram da análise das propriedades psicométricas 21 voluntários. A reprodutibilidade foi verificada por análise da confiabilidade intra e interavaliador e a validade pela correlação com o Box and Block Test, Purdue Pegboard Test e força de preensão manual. O ABILHAND-Kids demonstrou alta confiabilidade intra-avaliador (ICC=0,91) e interavaliador (ICC=0,97) e alta consistência interna (Alfa de Cronbach: 0,99). O ABILHAND-Kids apresentou correlação significativa com Box and Block Test (realizado pelo membro superior dominante), com o Purdue Pegboard Test and a força de preensão. A versão brasileira do ABILHANDkids é válida e confiável para avaliar a função de membros superiores em crianças com Paralisia Cerebral, com base na percepção de seus pais.

Palavras-chave


Paralisia Cerebral; Estudos de Validação; Avaliação

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1809-2950/16856024022017

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.