Portal da USP Portal da USP Portal da USP

Racionalidade, Decisão, Solução de Problemas e o Programa Racionalista

José R. Novaes Chiappin

Resumo


Neste ensaio, procura-se introduzir um esboço de um programa de pesquisa acerca da natureza, objeto, estrutura e dinâmica das teorias e modelos da racionalidade. Este programa envolve, em primeiro lugar, uma reconstrução racional dessas teorias e modelos ao longo da história da filosofia. E, em segundo lugar, a partir desses quadros teóricos reconstruídos, são enquadradas e sustentadas teses e colocados e resolvidos problemas específicos a respeito das concepções filosóficas que partilham dessas teorias e modelos de racionalidade. Ambos os objetivos são perseguidos segundo a estratégia de apresentar inicialmente os principais instrumentos teóricos, entre os quais se destacam as noções de programa de pesquisa, da metodologia da teoria da ciência, teoria de solução de problemas, de modelos de decisão e modelos de conhecimento, e depois proporcionar aplicações destes instrumentos, com os quais enquadramos e reconstruímos, de maneira geral, as teorias ou modelos de racionalidade. De maneira particular, este ensaio propõe-se a reconstruir, com os instrumentos acima, o programa do racionalismo clássico e defender, no quadro teórico proporcionado por esta reconstrução, três teses principais sobre ele. A primeira afirma que o elemento básico deste programa consiste em assumir que a natureza característica do conhecimento (ciência) é a certeza. Assim, o objetivo é apontar que para este particular programa a noção fundamental é que todo conhecimento é conhecimento certo. A segunda tese afirma que este programa contém duas vertentes: a intelectualista e a empirista. Com tal tese pretende-se que o programa racionalista clássico forme um quadro teórico abrangente no interior do qual são construídas estas duas vertentes da teoria do conhecimento da filosofia clássica e no interior do qual todos os problemas dessas teorias do conhecimento devem ser resolvidos. Finalmente, a terceira tese pretende afirmar que este programa, com sua pressuposição do conhecimento como conhecimento certo, é um programa degenerativo. Ele é degenerativo no sentido de que a extensão de seu domínio do conhecimento, ao longo das tentativas de implementa-lo e desenvolve-lo com Locke e, então, Hume, segundo a exigência do conhecimento certo, diminui, até o ponto, com Hume, de transformar-se num domínio vazio. Mas, neste artigo, o objetivo é apenas apresentar o programa de pesquisa sobre a racionalidade

Palavras-chave


racionalidade - racionalidade clássica - teoria da decisão - resolução de problemas - teoria da ciência

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2447-9799.cienciaefilosofi.1996.105315

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.